C'est super!

Posts Tagged ‘pastis

Desde a Antiguidade, a Córsega se especializou na cultura das oliveiras, da castanha e na fabricação do mel. Alimentos que, combinados com o queijo e o vinho, constituem a base da cozinha dessa ilha incrível.

Mas primeiro, o aperitivo!

Fim de tarde é hora do aperitivo, principalmente para se refrescar no sul da França. O mais típico é o “pastis”, de Marseille. Mais ao sul ainda, na Córsega (aquela ilha paradisíaca pertinho da Sardenha), também se toma o pastis, mas há uma bebida mais inusitada: cerveja de castanha! Invenção recente, essa cerveja é fabricada a partir do malte e castanhas. Desde o começo do processo de fabricação, o malte é misturado à farinha de castanha que trabalha na fermentação. E funciona! Em 1996, a sociedade corsa comercializou a primeira cerveja de castanha : La Pietra.


pietra

 

Mas não tem jeito, o vinho continua sendo incontestavelmente “a bebida francesa”, inclusive por lá.

E já que estamos na Córsega, vamos brindar como os locais: Salute! No resto da França, diz-se “santé” ou “tchin”. 

vinho

Publicités

Nosso convidado de hoje é o Filipi Andrade.  Aproveitem as dicas, pois estão incríveis e podem proporcionar uma super viagem com um orçamento possível! Ah, e o destino é o meu mais novo amor: a Córsega! Merci beaucoup, Filipi!! 🙂

« Depois de descobrir que estivemos na Córsega ao mesmo tempo e trocar algumas palavras sobre esse destino inesquecível, recebi da Eleonora o gentil convite de escrever sobre os meus dias na Île de Beauté (ilha da beleza em francês), como é comumente chamada – com muita justiça, devo dizer. Seguem então algumas das minhas impressões deste belíssimo destino e algumas dicas pra aproveitar o máximo sem extrapolar no budget da sua viagem.

Lire le reste de cette entrée »

Livro bem-humorado, cheio de dicas irônicas e textos interessantíssimos culturalmente. Escrito por Jean-Laurent Cassely.

 

couv survie

 

Aqui trago alguns trechos sobre “como virar um habitué/cliente habitual  de um verdadeiro bar marselhês”:

 

– Peça “la même chose” (a mesma coisa). Até você entrar na categoria “clientes do bar”, o garçom vai pedir que você repita várias vezes qual é o seu pedido.

-Não use a palavra “brunch”. Peça um 51, um Ricard, um Casa. Todos são pastis, a bebida de anis típica da cidade.

– Copie o que os habitués estão comendo. Em torno das 11h da manhã, peça uma salada de tomate, charcuteria/variações de embutidos, queijo, e tudo isso com um vinho rosé fresco. Inicialmente, é provável que você ganhe uma gastrite. Normal, acostuma. A dica para aguentar o pastis em jejum (!!!) é acompanha-lo de azeitonas.

– Vá a um bar marselhês de verdade. Para reconhecê-lo, procure uma foto autografada por um membro do time Olympique de Marseille. Ou procure algum troféu de pétanque (um jogo que parece a nossa bocha, típico da região)


wordpress hit counter
Follow C'est super! on WordPress.com
Follow C'est super! on WordPress.com
Publicités